O que é Giro de Estoque e como calcular
Dicas Solucionar problemas

O que é Giro de Estoque e como isso pode me ajudar?

Saiba o que é e como calcular o Giro de Estoque, e descubra como isso pode ser útil para a sua empresa!

No novo vídeo do quadro #HdkResponde a pergunta é sobre “o que é Giro de Estoque e como isso pode ajudar uma loja”.

Confira agora essa super dica que ninguém te conta por aí e veja logo abaixo a transcrição completa!

{TRANSCRIÇÃO}

O que é giro de estoque?

O giro de estoque é simplesmente um indicador que mostra quanto tempo um produto fica no estoque até ser vendido;

Ele aponta quantas vezes o inventário é renovado em determinado período.

Como calcular o giro de estoque?

Para calcular o Giro de Estoque, primeiramente definimos um período de tempo (geralmente de 1 ano), e depois pegamos o Total de Vendas e dividimos pela Média de Estoque (GE=TV/ME). Nessa conta, podemos trabalhar com dados em quantidade unitária ou valores de custos.

Exemplo:

Primeiro, me deixe esclarecer o que seria a média de estoque:

Média de Estoque é o quociente entre o total dos estoques no final de cada período dividido pelo número de períodos contabilizado.

FÓRMULA:

ME= ESTOQUE DO PERÍODO/QUANTIDADE DE PERÍODO

Exemplo:

Em 4 meses, uma loja teve um total de 620 latas contabilizadas no estoque. Se dividirmos esses 620 pelos 4 meses, encontramos um estoque médio de 155 latas.

Pois bem, agora sim vamos calcular o giro de estoque:

Imagine uma loja de materiais de construção, e vamos calcular o giro de estoque de uma determinada lata de tinta acrílica.

Continuando com o exemplo anterior, a loja tem então um estoque médio de 155 latas de tintas acrílicas, e ela vende 1.395 latas por ano.

Para calcular o giro de estoque, basta dividir esses 1395 (Total de Vendas) por 155 (Média de Estoque), e vamos encontrar um valor de 9 Giros de Estoque. Ou seja, o inventário dessas latas foi renovado nove vezes durante o ano.

Leia Também  Noções fundamentais sobre Processos de Negócios [Você tem que saber]

E se você quiser saber o Prazo Médio (PM) que dessas latas no estoque, basta dividir o total de dias do ano, 365, pelo número de giros.

Assim, se dividirmos 365 por 9, temos um prazo médio de 40,5 dias. Ou seja, o estoque foi renovado a cada 40,5 dias.

Como isso pode me ajudar?

Tendo conhecimento do seu giro de estoque, você consegue diagnosticar a eficácia do padrão atual, podendo então planejar melhorias nas suas operações.

Entenda que um índice de giro de estoque menor que 1, indica que ao final do período ainda sobraram produtos não vendidos. Isso é ruim.

O ideal é buscar um alto giro, o maior possível desde que sem comprometer as vendas.

Ou seja, você deve buscar chegar o mais próximo possível da venda plena, em que todos os produtos são vendidos, mas que nunca sejam perdidas vendas por falta de estoque.

Desta forma, você já terá ao menos dois grandes benefícios:

  • Evita perdas, seja por obsolescência, risco de extravios ou mesmo de sinistros
  • Diminui a necessidade de espaço para armazenamento

Agora, além disso, se aplicar ao conceito de Ciclo Operacional e Ciclo Financeiro, ainda diminui a necessidade de capital de giro.

Como?

Já falei disso no último vídeo, mas vale a pena comentar novamente:

Vamos pegar o exemplo anterior, onde o Prazo Médio de estoque é de 40,5 dias.

Supondo que a loja recebe suas vendas num prazo de 5 dias, então ela tem um ciclo operacional de 45,5 dias.

Se ela paga seu fornecedor num prazo de 15 dias após o pedido, então seu ciclo financeiro é de 30,5 dias.

Ou seja, durante 15 dias, é o fornecedor que está financiando as operações da empresa, que só passa a se financiar a partir do 16º dias, até o 45º.

Leia Também  A controladoria aplicada às micro e pequenas empresas no Brasil | Artigo Científico

Se a loja aumentar seu giro de estoque de 9 para 12, diminuindo seu prazo médio de estoque de 40,5 dias para 30,4 dias, ela diminui o seu ciclo operacional para 35,4 dias, e seu ciclo financeiro para 20,4 dias.

Isso, se traduz em menor necessidade de alocação de recursos do capital de giro nas operações.

Desta forma, dos 30 dias que utilizavam capital de giro, a loja consegue liberar 10, podendo não somente realizar outros movimentos neste período, como também se livrar de possíveis despesas financeiras, como juros de empréstimos e financiamentos bancários.

Ok, gafanhoto?!

Eu espero essa dica seja muito útil para você. Se gostou e acredita que pode ajudar algum amigo, envie para ele ou compartilhe nas redes sociais!

Ah, e inscreva-se também em minha lista de email para receber sempre em primeira mão as novidades aqui do meu blog.

Por fim, eu adoraria saber o que achou deste artigo.

Comente aqui embaixo o que você gostou, ou não gostou, ou mesmo alguma outra dica que queira compartilhar conosco!

1807 Total de visualizações 5 Visualizações hoje